Os comerciantes da cidade de Pompeia que aderiram à campanha promocional denominada de “Natal Esperança”, em desenvolvimento pela Associação Comercial e Empresarial de Pompeia, já começaram a receber o material promocional para ser colocado nas lojas e identifica-las de que o consumidor deve procura-las para disputar os R$ 30 mil em vales compra que serão sorteados no dia 08 de Janeiro, as 13 horas, na Rua Senador Rodolfo de Miranda. “A campanha começou e vai até o dia 05 de Janeiro”, disse o presidente da associação comercial pompeiana, Rinaldo José Traskini, ao organizar a promoção com o sorteio de vales compra no valor de R$ 3 mil entre os cinco primeiros sorteados e no valor de R$ 1 mil para os demais 15 sorteados. “Esses vales, naturalmente, serão utilizados entre as lojas participantes da campanha”, avisou ao iniciar a distribuição do material promocional aos participantes.
Anualmente as campanhas são realizadas, exceto no ano passado, por causa da pandemia em fase intensa. Para este ano foi preciso criar um sistema de monitoramento para agilizar os procedimentos no sentido de se conseguir a aprovação pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap), tendo a associação comercial como a responsável pela promoção e as lojas participantes como aderentes. “Tivemos que visitar todos os comerciantes, explicar sobre a campanha e conseguir a adesão dos interessados”, ressaltou Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas, gerente administrativa da associação comercial, que aproveita a oportunidade da entrega do material promocional da campanha do “Natal Esperança”, para entregar, também, o material a ser utilizado para a promoção do “Black Friday” que será realizada neste mês de Novembro, na última sexta-feira do mês. “A distribuição dos cupons para concorrer aos vales compra envolverá a campanha do “Black Friday”, também”, disse ao lembrar a necessidade de oferecer aos consumidores que estiverem nas lojas participantes da campanha.
A ideia da diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Pompeia é fazer com que o consumidor sinta-se estimulado a visitar as lojas da cidade e ajudar na retomada da economia. “No comparativo com 2019, acredito num crescimento de 5 a 7 por cento no volume de vendas”, arrisca Rinaldo José Traskini que desconsidera o comparativo com o movimento do ano passado. “Em 2020 foi um ano terrível para o varejo, por causa das paralisações e fechamento de lojas”, recordou. “Esse ano será menos pior, mas também não será como se esperava e se deseja, pois, o consumidor está enfraquecido e o poder de compra das família está bem reduzido”, disse ao ser esperançoso quanto ao auxilio emergencial que o Governo Federal espera liberar nos próximos dias. “A incerteza é pior do que a falta de dinheiro”, resumiu o dirigente em tom de preocupação, apesar de acreditar na recuperação financeira do varejo. “Se não houver melhoras, o desemprego será eminente”, lamenta o presidente da associação comercial pompeiana.

Distribuição de material marca início de campanha em Pompeia
Lojas do comércio de Pompeia recebem material de campanha para estimular vendas no final do ano (Fotos Divulgação Fonte - Eficaz Comunicação)