A igreja católica celebrará missas presenciais a partir do dia 22 de agosto, a data marca a memória litúrgica da Nossa Senhora Rainha. O comunicado foi divulgado nesta sexta-feira (21) em um decreto assinado pelo Bispo Diocesano, Dom Luiz Antonio Cipolini, e o chanceler do Bispado, o padre Adeflor Xavier Pereira Junior.

De acordo com o documento, as atividades foram suspensas desde o dia 21 de maio em virtude da pandemia do Covid-19. “Peçamos com fervor que Nossa Senhora Rainha, cuja memória litúrgica é celebrada no dia 22 de agosto, interceda por nossa diocese pelo Brasil e pelo mundo”, escreveu Dom Luiz Antonio Cipolini, Bispo Diocesano.

 “Decreto que, a partir de 22 de agosto próximo, as celebrações litúrgicas públicas sejam retomadas gradualmente em toda Diocese de Marília, seguindo atentamente as orientações Litúrgico-Pastorais da CNBB anexas a este decreto. Os Párocos ou Administradores Paroquiais devem dialogar com os poderes públicos de cada município da diocese sobre as restrições e orientações locais para cada paróquia, seguindo as orientações dos respectivos órgãos de Vigilância Sanitária”, comunicou.

Apesar da retomada das celebrações litúrgicas, o Bispo Diocesano pede consciência por parte da população, em especial o grupo de risco do Covid-19.

“Continuam dispensados do preceito dominical os que estão no grupo de risco desta doença e também aqueles que, por situações particulares como de cuidado direto de idosos e doentes, tenham objeção de consciência para participar de celebrações públicas. Por conseguinte, peço que as iniciativas de missas transmitidas por meios digitais continuam a acontecer, a fim de favorecer aqueles que ainda não podem ou não se sentem preparados para voltar às missas presenciais. Continuam suspensas outras atividades pastorais que envolvam aglomerações de fiéis como reuniões e cursos de formação pastoral”, descreve Dom Luiz Antonio Cipolini.

Compartilhar no
Igreja católica retomará celebrações presenciais a partir do dia 22 de agosto em Marília