Na fantástica Escola da Vida, conscientes ou não, somos aprendizes e mestres uns dos outros, o tempo todo. A lição fica mais fácil, quando aprendemos 
na prática a despirmo-nos da vaidade, orgulho, soberba que nos “cega” e com humildade e igualdade, nos coloquemos receptivos para aprender com tudo e com todos.
Com o tempo vamos aprendendo que somos todos dependentes uns dos outros, vejamos: nascemos da união de um homem e uma mulher; precisamos ser alimentados, amamentados; choramos porque  necessitamos de ajuda, proteção, carinho, amor; aprendemos a engatinhar, levantar, andar, cair, correr, falar sempre com o outro; a família nos ensina a necessidade do convívio em equipe, com os amigos;  a escola, amplia a necessidade da equipe e o trabalho confirma a importância da formação de equipes de alta performance. Amanhã casamos e o ciclo se repete. Portanto, depender um do outro é necessidade e próprio da natureza humana.
Assim, quanto mais estivermos receptivos, desejosos, abertos para receber, exercitar a lição, mais aprenderemos para adquirirmos expertises. O fantástico dessa jornada é que a vida não espera que cresçamos, desenvolvamos, que fiquemos prontos, ela nos oferece oportunidades, desafios, barreiras para que as abracemos, aceitemos, nos tornemos fortes o suficiente para suportarmos e seguirmos em frente, focados, destemidos, entusiasmados, agindo e cumprindo nossa brilhante jornada e sempre, dos nossos erros, agradecer e aprender a não repetí-los e fazer de outras formas até acertar; e, dos nossos acertos, agradecer e aprender aprimorá-los para fazer melhor nas próximas vezes.

João Paulino é administrador de empresas, especialista em psicanálise clínica e personal coach. O e-mail de contato é o jpquartarola@terra.com.br.

Aprender, aprender, aprender…