Startups com soluções para o agronegócio podem se inscrever até o dia 29/11 para a Startup World Cup 2020 – Regional Brasil, a maior competição de startups do mundo, promovida em mais de 50 países pela Pegasus Tech Venture. A startup vencedora da etapa brasileira concorrerá no Vale do Silício, no EUA, em 2021, a um investimento de US$ 1 milhão.

A edição deste ano da competição está focada em Agtechs, Foodtechs e startups que ofereçam soluções para problemas específicos do agronegócio. A realização da Startup World Cup 2020 – Regional Brasil conta com o apoio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e da Invest SP – Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade.

Para André Abrami, co-founder da Automni, startup vencedora da edição de 2019 da competição, a conquista deu muita visibilidade à empresa, que desenvolve sistemas automatizados com robôs para gerenciar centros de distribuição de empresas, e acelerou investimentos que estavam em andamento. “Ter vencido a competição foi uma forma de dar mais segurança aos investidores de que estão aportando em um negócio inovador e reconhecido, além de fortalecer a confiança no time da empresa de que estamos no caminho certo”, afirma Abrami.

Para o vencedor da edição de 2018 da Startup World Cup Brasil, Guilhermo Queiroz, CEO e fundador da Biosolvit, participar do evento trouxe uma repercussão positiva para a startup. “O efeito foi imediato. Logo depois da premiação já estávamos sendo procurados e isso nos deixou muito surpresos e felizes. As perguntas feitas pelos jurados foram muito válidas para adequarmos nosso projeto”, diz Queiroz. A Biosolvit é uma startup de biotecnologia especialista em remediação ambiental que desenvolveu um absorvedor orgânico de petróleo tido como o melhor do mundo a partir do resíduo de palmeira.

“Foi muito gratificante ter participado do Startup World Cup – Regional Brasil e uma honra ter vencido o concurso para representar o País na etapa final, no Vale do Silício. Mais do que isso, a rede de contatos que me foi agregada a partir deste evento foi essencial para o desenvolvimento do nosso negócio e para alcance do estágio de maturidade em que nos encontramos hoje”, declara Carlos Mira, da Truckpad, empresa vencedora em 2017, com uma solução digital para localização, contratação, gestão e pagamento de caminhoneiros autônomos.

Segundo o Secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Gustavo Junqueira, o Brasil possui um ecossistema muito favorável à inovação, especialmente no agronegócio e participar da Startup World Cup é uma grande oportunidade para acelerar os negócios e permitir que as startups ganhem escala. “As startups oferecem muita agilidade na solução de problemas e o agronegócio tem muito a ganhar com as inovações que elas oferecem”, ressalta.

As startups interessadas em participar da Startup World Cup com soluções específicas para o agronegócio em qualquer estágio de maturidade podem se inscrever até o dia 29 de novembro de 2020 pelo site https://tinyurl.com/startupworldcupbrazil

As 10 startups finalistas farão suas apresentações nos dias 16 e 17 de dezembro de 2020. A banca de jurados será composta por Tomás Peña (The Yield Lab), Francisco Jardim (SP Venture), Marco Poli (Closed Gap Ventures), Paulo Silveira (FoodTech Hub Br), Rosana Jamal (Baita) e Franklin Ribeiro (InvestSP). O evento, que faz parte da programação da São Paulo Tech Week 2020, poderá ser acompanhado de maneira online e gratuitamente.

Compartilhar no
Startups podem concorrer a investimento de US$ 1 milhão no Vale do Silício
Inscrições na Startup World Cup - Regional Brasil com soluções para o agronegócio vão até dia 29