Uma vergonha. Tempo e dinheiro do povo para desembargadores em vídeo conferência falarem possivelmente de encontros com prostitutas de luxo. E depois falta tempo para julgarem processos. O presidente do colegiado, desembargador Paulo Edison de Macedo Pacheco, perguntou4 ao4 desembargador aposentado Antonio Loyola Vieira se ele foi a um determinado local, sem especificar onde seria. Loyola respondeu que não pôde ir, mas tentaria estar presente no dia seguinte. Depois, Pacheco diz: “Vou levar as duas lá para você ver. Uma para você e uma para o Xisto. A loira é do Xisto”. De repente, uma pessoa não identificada alerta ao presidente que a sessão está ao vivo. Xisto é um terceiro desembargador: Adalberto Jorge Xisto Pereira. Ele também integra a 1ª Câmara Criminal do TJPR. Apesar de ser citado pelos colegas, Xisto não apareceu durante o diálogo.
A conversa dos desembargadores, durante a sessão, foi gravada e transmitida ao vivo no canal do TJPR no YouTube. Nesta sexta-feira (26), contudo, o vídeo já não estava mais disponível. Quem tem culpa no cartório… Certamente vão negar mas, se tiraram do ar deixam muitas dúvidas. E olhe o susto do presidente hora que é avisado que está no ar, ao vivo. É a Justiça brasileira mostrando sua cara em novo lugar. Imagine o que não devem fazer às escondidas?
Confira o vídeo do YouTube!