Visando estimular o ingresso de mais empresas ao e-commerce, a Associação Comercial e Empresarial de Pompeia, juntamente ao Escritório Regional do Sebrae, e a unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), promoverão nos dias 01, 02, 03, 08 e 09 de março, das 19h as 22 horas, curso “on-line” gratuito para empreendedores que querem aprender a utilizar essa nova plataforma de vendas. “Será uma excelente oportunidade para que alguns comerciantes vejam a possibilidade de ampliar as vendas através da internet”, disse o presidente da associação comercial pompeiana, Rinaldo José Traskini, que acredita no interesse de um bom número de comerciantes da cidade.
“A quarentena mostrou que é preciso atender a esse público que é crescente e de grande potencial compra”, falou ao considerar o curso bem oportuno. “As vagas são limitadas e assim que forem preenchidas vamos finalizar a organização do encontro”, falou ao alertar os interessados a procurarem a secretaria da associação comercial para mais informações, o quanto antes.
Através dos telefones: (14) 3452-4752 ou (14) 99825-9061, o interessado, associado ou não da entidade, pode fazer a inscrição e receber mais informações de como será o curso “on-line” que acontecerá nas duas semanas do mês de Março. “Será o nosso primeiro treinamento de capacitação virtual”, disse Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas, gerente administrativa da associação comercial local, que pretender iniciar uma série de atividades neste sentido.
“Os encontros virtuais passaram a ser uma realidade e agora servirão para capacitar os empreendedores em diversas frentes”, acredita a dirigente que já tem uma programação de encontros virtuais a ser realizada para os empreendedores interessados. “Rápido, prático e funcional”, acredita a gerente da associação comercial que espera preencher as vagas o mais rápido possível. “O assunto é oportuno e necessário”, defndeu.
Segundo Rinaldo José Traskini as vendas “on-line” do varejo brasileiro cresceram 44,6% no Natal de 2020 em relação à mesma data de 2019, de acordo com levantamento realizado pela EbitNielsen. “Era de se esperar”, falou o dirigente, ao acreditar nesta tendência aguardada pelos lojistas que investiram em tecnologia e capacitação, diante da pandemia do Covid-19, que obrigou, através da quarentena imposta pelo Governo do Estado de São Paulo, a fazer com que o empresariado em geral buscasse novos mercados, principalmente o e-commerce. Ao todo, as vendas entre os dias 10 e 24 de dezembro somaram R$ 3,76 bilhões. No mesmo intervalo do ano passado, o volume de vendas através dos canais on-line havia sido de R$ 2,6 bilhões.
De acordo com o levantamento realizado os brasileiros fizeram 8,1 milhões de pedidos pela internet nos 14 dias anteriores ao Natal, alta de 27,5% em um ano. O tíquete médio das compras realizadas “on-line” aumentou 13,4%, para R$ 462, o que ajudou a impulsionar o valor vendido.

Comércio eletrônico: Associação Comercial, Sebrae e Senac promovem capacitação