O Ibovespa despencou 10% na tarde desta quarta-feira (11) e o circuit breaker foi acionado pela segunda vez nesta semana, diante de temores globais com o novo coronavírus, agora classificado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde. O mecanismo é acionado quandos as perdas atingem mais de 10% na bolsa.
Às 15h14, o índice atingiu a queda de 10,11% a 82.887,24 pontos e interrompeu suas negociações por 30 minutos. O Ibovespa não operava neste nível desde outubro de 2018. O volume financeiro somava R$ 21,6 bilhões. As principais bolsas de valores norte-americanas e europeias também registram quedas. O dólar comercial sobe 1,86%, cotado a R$ 4,7310.

PANDEMIA / A aceleração da queda ocorreu após a OMS categorizar o surto do coronavírus como pandemia. “Estamos profundamente preocupados com os níveis alarmantes de disseminação e severidade e com os níveis alarmantes de inação. Por isso, avaliamos que o Covid-19 pode ser caracterizado como uma pandemia”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus em entrevista coletiva.

PETRÓLEO / Também pressionando o índice estavam os papéis de Petrobras, que recuavam cerca de 12% cada no momento da paralisação, após a Arábia Saudita afirmar mais cedo que planeja expandir ainda mais a capacidade de produção de petróleo, impactando no preço da commodity.

Compartilhar no
Ibovespa cai 10% e circuit breaker é acionado de novo
Expansão do COVID-19 ao redor do mundo contaminou o mercado de ações, interrompeu bolsas e novos negócios