• Post Category:Agro

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizará na próxima sexta-feira, 7, às 15h, uma videoconferência do projeto Monitor do Seguro Rural, dedicada nessa edição a um primeiro grupo de frutas, formado por maçã, pêssego, caqui, nectarina, laranja, maracujá, ameixa e tangerina. O objetivo é avaliar os produtos e serviços ofertados pelas seguradoras e propor aperfeiçoamentos nos seguros agrícolas dessas atividades.

O trabalho é coordenado pelo Departamento de Gestão de Riscos do Mapa e terá a participação de produtores, com o apoio das entidades representativas dos produtores rurais e de suas cooperativas, associações, revendas de insumos, companhias seguradoras, empresas resseguradoras, corretores, peritos e instituições financeiras. No cronograma de setembro do projeto está previsto outro grupo de frutas.

O seguro agrícola para frutas é ofertado por seis companhias de seguro habilitadas no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) em praticamente todas as regiões produtoras, com maior destaque para Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Paraná, seguidos por Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Goiás e Espírito Santo.

De acordo com o Ministério da Agricultura, em 2019, a categoria frutas utilizou quase R$ 54 milhões em subvenção, representando 12,6% do total do programa de de seguro rural. Os recursos foram suficientes para dar cobertura a 12.388 apólices de uma área de 74 mil hectares, com capitais segurados de R$ 1,6 bilhão para 24 frutas em todo o território nacional.

Compartilhar no
Seguro rural: ministério e entidades avaliam produtos para oito frutas