Foi confirmado em Marília nesta terça-feira (27) o registro de mais três casos de sarampo no município, sendo dois autóctones e um importado. O alerta à vacinação é para todo o município. Por questão estratégica, ônibus da Saúde será estacionado a partir desta quarta-feira, dia 28, na zona oeste da cidade.
 
A unidade móvel ficará no estacionamento do Supermercado Florentino, localizado na avenida da Saudade, 129. O atendimento começa às 14h desta quarta. Na quinta e na sexta-feira (29 e 30) será das 9h às 17h e no sábado (31) até as 17h.
 
O ônibus da Saúde já realizou mobilização itinerante de vacinação na avenida Vicente Ferreira e na Avenida das Esmeraldas, visando bloqueio no Jardim Tropical, na zona leste. No último sábado houve atendimento especial e bloqueio no Jardim Renata, região norte.
 
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO
 
A Vigilância Epidemiológica Marília informou nesta terça (27) total de dez casos de sarampo este ano, sendo sete autóctones, ou seja, contraídos no município e três importados. Já foram descartados quatro suspeitos. O total de notificações chegou a 36.
 
TODA A REDE
 
Independente de bloqueios, de casos positivos ou confirmados, a Saúde municipal apela à população de toda a cidade de Marília para procurar uma das 12 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) ou 38 equipes do Programa ESF (Estratégia Saúde da Família) para conferir a caderneta de vacina. 
 
A supervisora do serviço, enfermeira Alessandra Arrigoni Mosquino, explica que os bloqueios estão sendo realizados, conforme protocolo da Saúde, tanto na suspeita, quanto na confirmação do caso.
 
“Observamos maior número de casos na região oeste, região do Chico Mendes, agora com recente registro no território da USF Jardim Marília (mediações do Alto Cafezal). O estado de São Paulo vive hoje uma situação de surto em dezenas de municípios e é importante que toda a população de Marília procure uma unidade de saúde, de preferência com a caderneta de vacina em mãos”, destacou a enfermeira.
 
MAPA DO SARAMPO 
 
Segundo o Ministério da Saúde, até a semana epidemiológica 33 (encerrada em 17/08), o país teve 1.680 casos confirmados de sarampo. As pessoas mais acometidas têm entre 20 e 29 anos (669 positivos) e 30 e 39 anos (235 casos). 
 
O novo boletim informa que o Estado de São Paulo tem 74 municípios com surto e soma 1.662, ou seja, 98,9% dos casos confirmados do país. Rio de Janeiro tem seis casos, Pernambuco 4 e a doença já chegou a Goiás, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Piauí, com um caso em cada estado.
 
Desde meados deste mês, as crianças que têm entre seis meses e um ano de idade também devem ser vacinadas contra o sarampo. A proteção está na vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola). Trata-se de uma iniciativa a mais, que começou em SP e já vale para todo o país.
 
SARAMPO
 
A doença é infecciosa, considerada grave e pode até ser fatal. Sua transmissão ocorre por meio de vírus, quando a pessoa doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é a vacina.
 
Os principais sintomas são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido, mal-estar intenso, entre alguns característicos de quadro viral. 
 
Por serem muito parecidos com a gripe, os sintomas podem ser confundidos, o que reforça a importância de estar atento. É importante procurar um serviço de saúde para avaliação médica.
Compartilhar no