Parceria entre a Prefeitura e o Nikkey Clube de Marília, iniciada há três anos, promove nesta terça-feira (18) confraternização do projeto “Esporte Educacional Interativo”, envolvendo alunos das escolas municipais Cecília Alves Guelpa e Paulo Freire, ambas de ensino fundamental e modelo de educação em tempo integral. Haverá entrega de brindes, almoço e muitas brincadeiras.
 
A iniciativa do clube mariliense tem o apoio de empresas e beneficia, atualmente, 170 alunos do 4º ano. Eles contam com aulas semanais de beisebol e acesso ao mundo do esporte de alto nível, através da tradição e know how do Nikkey.
 
O vice-presidente de esportes do clube, Sérgio Yoshiharu Narazaki, explica que o projeto começou há três anos com a Emef Cecília Alves Guelpa, na zona norte da cidade. Os alunos são levados ao Nikkey de ônibus, onde aprendem e praticam a modalidade, compartilham valores e são estimulados ao desempenho escolar.
 
“Existem talentos nas escolas públicas para várias modalidades. Futuros campeões podem ser descobertos em projetos como esse. Nós já descobrimos uma aluna do Cecília Guelpa (Gabriela Lubianque Ferreira, 13 anos) que foi campeã brasileira. Ela venceu com a equipe e foi eleita a melhor rebatedora da competição”, exemplificou Sérgio.
 
Com a inclusão da Emef Paulo Freire no projeto, a partir desse ano, já é possível realizar eventos interescolares. O foco, porém, não é a competição entre as escolas, mas a troca de experiências, interação e a motivação dos estudantes.
 
“Nosso Brasil precisa começar a levar mais a sério a iniciação esportiva, como é, por exemplo, nos Estados Unidos. O esporte precisa ser uma ferramenta de desenvolvimento social em todas as modalidades. Essa é a nossa expectativa para Marília, por isso a importância dessa parceria e do fortalecimento desse projeto”, defendeu o vice-presidente.
 
No beisebol e no judô, o clube mariliense tem mais de 50 anos de experiência. Equipes com as bases formadas em Marília acumulam títulos nacionais e exportam talentos para outros países, principalmente no beisebol, o que reforça o potencial do projeto junto à rede municipal.
 
APOIO INSTITUCIONAL
 
O secretário municipal da Educação de Marília, Helter Rogério Bochi, e a vereadora e assistente de direção, professora Daniela d’Avila Alves, são entusiastas da parceira com o Nikkey. A parlamentar conta que conheceu o projeto e solicitou a inclusão da Emef Paulo Freire.
 
“Primeiramente, essa é uma iniciativa inovadora. Parabenizo a diretoria do clube e as escolas participantes. O esporte é educação, é saúde, é inclusão social e oportunidades para as futuras gerações. Na Emef Paulo Freire, temos usado o campo do ‘Sementinha’, às segundas e quartas-feiras e estamos colhendo muitos frutos com essa parceria”, disse a educadora e parlamentar.
 
O secretário municipal da Educação agradeceu a parceria e afirmou que a rede está comprometida em ampliar as possibilidades nas escolas de tempo integral. “Os alunos estão sendo positivamente impactados pelo esporte. Nossa gratidão ao Nikkey, ao Sérgio e demais envolvidos”, finalizou Helter.
Compartilhar no