Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, divulgou o resultado da eleição das dez representantes da Sociedade Civil para integrarem o CMDM (Conselho de Direitos das Mulheres de Marília).
A eleição virtual eletrônica foi realizada no último domingo, dia 30, mobilizando 908 votantes da população feminina e de gênero, na cidade de Marília.
As representantes da sociedade civil do CMDM para o biênio 2021-2023 são as seguintes:

a) Duas representantes de entidade científica (Universidade ou Faculdade), que desenvolva ações, pesquisas e ou estudos sobre as questões relativas à mulher: 1.Camila Rodrigues da Silva LIEG – UNESP – 36 – 327 votos – TITULAR; 2.Patricia Butignoli Lucio – NUDHUC – NUCLEO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA – 228 – votos – TITULAR; 3. Ana Cristina Silva – CONSELHO DA MULHER EMPRESÁRIA – ACIM – 177 votos – SUPLENTE; e 4.Camila V. de Abreu Bissoli – CACAM – CENTRO DE APOIO A CRIANÇA E ADOLESCENTE – 174 – votos – SUPLENTE.

b) Uma representante de entidade sindical com atuação na promoção, defesa e garantia dos direitos da mulher: 1.Heloisa Gonçalves de Santana – APEOESP – Sindicato dos Professores – 523 votos – TITULAR; e 2. Silvana M.Bataglioti – SINDICATO DA ALIMENTAÇÃO – 385 votos – SUPLENTE.

c) Uma representante de entidade social que atue no município na defesa e promoção da saúde da mulher: 1.Camila Mugnai Vieira – FAMEMA – 687 votos – TITULAR; e 2. Leila Soares Silvado – Rotary Club – 221 votos – SUPLENTE.

d) Duas representantes de Associação de moradores que atue no município: 1.Tereza Aparecida Machado – Associação de Moradores do São Miguel – 545 votos – TITULAR; 2. Doracy de Oliveira Benega – Associação de Moradores do Zaninotto e Santa Paula – 277 votos – TITULAR; e 3. Morgana Vidal Ribas – Associação de Moradores do Marina Moretti – 86 votos – SUPLENTE.

e) Uma representante de entidade social que atue no município da defesa de mulheres negras e ou outras etnias: 1.Elisa Rosa da Silva – TEMPLO DAS ÁGUAS IEMANJÁ – 518 votos – TITULAR; e 2.Caroline Arlochi Caleman – Coletivo de Mulheres – 390 votos – SUPLENTE.

f) Uma representante de entidade social que atue no município na área da pessoa com deficiência: 1.Amanda Katlyn de Almeida Santareli – ASSOCIAÇÃO ANJOS GUERREIROS – 513 votos – TITULAR; e 2. Fernanda Redondo Peixoto – MALELI – 395 votos – SUPLENTE.

g) Uma representante de mulheres moradoras na zona rural: 1. Nilza de Fátima Correia da Silva – SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS – 681 votos – TITULAR; e 2. Talita Pereira de Aguiar – SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS – 290 votos – SUPLENTE.

h) Uma representante de entidade social que atue no município na defesa da saúde da mulher idosa: 1. Maria Aparecida Amancio Honjoya – FUNDAÇÃO MANSÃO ISMAEL – 691 votos – TITULAR; e 2. Sandra de Abreu Ramiro de Souza – CASA DA AMIZADE – 217 votos – SUPLENTE.
O CONSELHO
O Conselho dos Direitos da Mulher de Marília é de suma importância para diagnosticar, sugerir, formular e fiscalizar políticas públicas no município, garantindo direitos e melhorando a qualidade de vida das mulheres e gênero.
O CMDM é vinculado por Lei à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, para fins de apoio e logística, sendo o trabalho das Conselheiras voluntário, não remunerado, consistindo num serviço de utilidade pública para a a cidade.
Há muitos anos desativado por desavenças do passado, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, através da Secretária Wania Lombardi, não mediu esforços para sensibilizar a população sobre a importância do Conselho da Mulher.
Convocou a Sala Comvida – Centro de Referência da Mulher, para que se empenhasse na realização da eleição e a retomada do mesmo ocorresse da melhor forma e com a maior lisura e transparência.
Todos os atos foram divulgados no Diário Oficial do Município, sendo as reuniões com as candidatas sempre de forma remota em atenção as normas sanitárias, assim como a eleição.
Foram instaladas comissões, em cumprimento ao disposto na Lei Municipal nº 8.139/17, alterada pela Lei nº 8.304/18, especialmente no que tange ao artigo 2º parágrafo único. A Comissão Preparatória contou com a Presidente Dra Adriana Tognoli, representante da SADS SALA COMVIDA e a Comissão Eleitoral contou com a Presidente Luciana Santos ,representante da Secretaria de Diretos Humanos.
Além da representação da sociedade civil, o CMDM também conta com mais dez cadeiras indicadas pelo Poder Público, titulares e respectivas suplentes.
A composição completa do CMDM será publicada no Diário Oficial do Município, devidamente informada nas redes sociais da Sala COMVIDA e Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.

Secretaria divulga resultado da eleição das representantes da sociedade civil do CMDM