O Sindimmar (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Público Municipais de Marília), protocolou na sexta feira dia 26, ofício solicitando a prefeitura informações sobre plano de testagem para covid-19 entre os servidores públicos municipais. No ofício também foi feito questionamento sobre a distribuição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para os servidores.

O sindicato solicitou da prefeitura as informações se há algum plano de testagem entre os servidores, diante do aumento de casos de covid-19 na cidade e relatos de casos entre servidores de diversos setores.

Na última semana houveram relatos não confirmados de casos nas unidades de saúde, na garagem municipal, escolas e inclusive no prédio da Prefeitura de Marília. O Sindimmar destaca que, além da falta de EPI´s nos setores, não há transparência por parte do Executivo, quanto aos casos positivados entre os trabalhadores.

O presidente do Sindimmar, José Paulino, afirma que a testagem entre os servidores pode contribuir para dimensionar o estágio da contaminação da covid-19 na cidade e servirá de base para a organização dos setores, inclusive para planejar o eventual retorno as aulas.

“Nesse momento uma parte significativa dos Trabalhadores estão na prestação de serviços, são os trabalhadores da saúde, da coleta de lixo, captação, tratamento e distribuição de agua, os trabalhadores da Assistência Social, dos setores administrativo e operacional das escolas e da fiscalização, além de muitos outros, ou seja, são muitos servidores expostos, considerando que muitos que contraem o vírus são assintomáticos, a testagem é o melhor caminho para a preservação da vida desses trabalhadores, e pode inclusive contribuir para um diagnóstico da situação da covid-19 na cidade, infelizmente há subnotificação de casos no País todo e Marília não é diferente”, destaca o presidente José Paulino.

DISTRITUIÇÃO DE EPIs

O Sindimmar questiona no mesmo ofício como tem sido feita a entrega dos Equipamentos de Proteção Individual para os servidores, e se há algum canal para que os Servidores possam denunciar a falta destes EPI´s no setor.

A primeira solicitação para a providencia de EPI´s pelo Sindicato foi feita em oficio protocolado no dia 20 de Abril. Após esse protocolo foram feitas outras solicitações no mesmo sentido, além de denúncias que foram feitas via imprensa escrita e falada no município, e na Câmara Municipal.

“A Prefeitura sempre diz desconhecer a falta de EPI´s nos setores, mas nós continuamos a receber no Sindicato denúncias de falta de EPI, nós preservamos a identidade dos trabalhadores, é por isso que eles buscam o Sindicato. A pergunta que a gente faz é: Qual o canal seguro que a Prefeitura de Marília oferece para que os servidores possam denunciar a falta dos equipamentos no setor?” finaliza José Paulino.

Compartilhar no
Sindimmar pede que a prefeitura faça testagem de servidores