Indicação foi anunciada na noite desta quarta-feira (18)
pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Visuais

A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais anunciou nesta quarta-feira (18) que o filme de longa-metragem “Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”, produzido e dirigido pela atriz Bárbara Paz, representará o Brasil na disputa por uma vaga na categoria Melhor Filme Internacional no Oscar 2021.
O filme fala sobre a trajetória do cineasta Hector Babenco (1946-2016), que foi marido de Bárbara Paz, e também é uma coprodução com a emissora GloboNews, de TV por assinatura. O longa já foi premiado como melhor documentário no Festival de Veneza de 2019 e no Festival de Viña Del Mar, no Chile, em 2020.
A obra foi escolhida por um comitê composto por profissionais do setor audiovisual, tendo como integrantes Viviane Ferreira (diretora e roteirista), André Ristum (diretor e roteirista), Clélia Bessa (produtora), Leonardo Monteiro de Barros (produtor de cinema e TV), Lula Carvalho (diretor de fotografia), Renata Maria de Almeida Magalhães (produtora) e Toni Venturi (diretor).
Ao todo, foram 19 longas inscritos para concorrer à indicação. A Academia Brasileira de Cinema é entidade independente que representa os profissionais da indústria e foi reconhecida oficialmente pela Academy of Motion Picture, Arts and Sciences como única responsável pela seleção das obras para concorrer ao prêmio, o mais importante do cinema mundial.
Nascido em Mar del Plata, na Argentina, Babenco naturalizou-se brasileiro e dirigiu filmes como “Pixote”, “A Lei do Mais Fraco”, “Carandiru” e “O Beijo da Mulher Aranha”, pelo qual recebeu a indicação ao Oscar de melhor direção em 1986.
Em decorrência da pandemia de covid-19, a 93ª cerimônia de entrega do Oscar será realizada no dia 25 de abril de 2021.

Compartilhar no
Filme de Bárbara Paz sobre  Babenco é indicado ao Oscar 2021