Os vereadores da Câmara de Marília rejeitaram nesta terça-feira (13) o parecer da Comissão Processante (CP) que decidiu o arquivamento da apuração do “Caso da Carteirada”, envolvendo a parlamentar Professora Daniela D’avila (PL).

O suplente da vereadora Professora Daniela, Silvio Harada, não participou da sessão ordinária. Foram 10 votos a 1 pela rejeição do parecer da CP, encaminhado pelo relator Mário Coraíni Junior (PTB).

Em relação a votação, todos os outros vereadores foram contrários ao parecer de Mário Coraíni. São eles: Cícero do Ceasa, Danilo da Saúde, Evandro Galete, João do Bar, José Carlos Albuquerque, José Luiz Queiroz, Luiz Eduardo Nardi, Marcos Custódio, Maurício Roberto e Wilson Damasceno.

A professora Daniela apresentou “provas” para demonstrar que o carro foi guinchado de maneira incorreta, como um laudo que indicava que os pneus estavam adequados para seguir nas ruas.

No entanto, parte dos vereadores justificou o voto alegando que não se trata da condição do veículo e sim da postura da vereadora adotada naquela noite em contato com a tenente coronel da Polícia Militar, Márcia Cristal.

Com a decisão do plenário, a Câmara Municipal fará o despacho da decisão dos vereadores à comissão processante, que dará início a uma oitiva para ouvir todas as partes do processo, inclusive a própria comandante da PM, Márcia Cristal.

Após um novo relatório da CP, o parecer será apresentado aos vereadores que poderão decidir pela cassação da vereadora Professora Daniela.

Compartilhar no
Câmara rejeita parecer de arquivamento da CP contra Professora Daniela e investigação continua