A Entrevias Concessionária de Rodovias, por meio da sua área de Conservação, está recuperando 22 pontos de erosões causadas pelas chuvas intensas registradas em fevereiro e março deste ano, na região de Marília. As áreas estão localizadas do km 295 ao 337 da SP-333, de Júlio Mesquita a Marília. O cronograma, acompanhado também pela área ambiental da companhia, prevê a execução de todas as 22 intervenções ainda este ano, no período de seca.

O trabalho de recuperação dos locais com erosão consiste na limpeza e recomposição de aterro, estabilização de taludes, criação de elementos de drenagem superficial e aplicação de solo cimento para garantir a estabilidade, compactação mecanizada e, por fim, recomposição vegetal. A solução é distinta para cada erosão, porém os serviços são similares e vão muito além da restruturação da vegetação. Cada equipe que participa das intervenções é composta por pedreiro, ajudantes, operadores e motoristas.

Bruno Marin, gerente de Conservação, reforça que os pontos com processos erosivos estão sinalizados e não afetam a trafegabilidade ao longo do trecho da SP-333 que receberá as intervenções. “Essas erosões estão localizadas em nossa faixa de domínio, mas fora da pista, não impactando na segurança ou deslocamento dos motoristas”, completa.

Após o período chuvoso do início do ano, a Concessionária iniciou um estudo para identificar as causas de cada uma das erosões e então chegou a um diagnóstico sobre o serviço a ser executado.  Os trabalhos se iniciaram em junho, após a finalização de projetos executivos.

O restabelecimento das condições adequadas desses trechos é um serviço previsto na conservação de rodovias e que atende as exigências do contrato de concessão com o Governo do Estado de São Paulo, sob fiscalização da Artesp.

Compartilhar no
Entrevias atua na recuperação de erosões causadas por chuvas intensas na SP-333