O jovem de 22 anos que conduzia o caminhão que colidiu com ônibus também morreu na batida

Geison Gonçalves Machado, de 22 anos, motorista do caminhão que morreu após se envolver em uma batida contra um ônibus em Taguaí vitimando outras 40 pessoas e deixando dezenas de feridos, no interior de São Pualo, na manhã desta 4ª-feira (25/11), não tinha habilitação para dirigir caminhão. A informação foi dada ao G1 pela companheira dele, Dheimilly Krachinski.  

Dheimilly afirmou que o caminhão saiu de Florestópolis (PR) para descarregar em Taquarituba (SP) e depois iria para Castro (PR), cidade onde Geison morava.

Segundo ela, o companheiro não era habilitado para categoria D, tinha apenas habilitação provisória para carro e, por isso, levava outro caminhoneiro junto nas viagens. Esse, estava no banco do passageiro e sobreviveu ao acidente (teve apenas escoriações).  

A causa do acidente é investigada. A suspeita da polícia é que uma ultrapassagem teria provocado a colisão.

Motorista do caminhão que colidiu com ônibus e matou 40 pessoas não tinha CNH ‘D’