Mantendo-se sempre na vanguarda de tratamentos cardíacos minimamente invasivos, o serviço de Hemodinâmica da Santa Casa de Marília, em importante parceria com o serviço de Ecocardiografia do Instituto do Coração de Marília, realizou, no último mês de fevereiro, o implante de um dispositivo que se propõe a minimizar os riscos de complicações causadas pela fibrilação atrial.
A fibrilação atrial é uma arritmia cardíaca muito prevalente na população idosa e que predispõe à formação de coágulos no interior do coração. Sua principal complicação consiste na embolia desses trombos para diferentes órgãos do corpo, sobretudo no sistema nervoso central, cursando com o AVC (Acidente Vascular Cerebral).
Trata-se de um oclusor do apêndice atrial esquerdo, estrutura do coração onde se formam mais de 90% dos coágulos em pacientes com fibrilação atrial. “A base do tratamento desses pacientes consiste no uso contínuo de anticoagulantes orais, medicações altamente eficazes na redução do risco de eventos embólicos”, explicou médico cardiologista responsável pelo serviço de Hemodinâmica da Santa Casa de Marília, Pedro Beraldo de Andrade. “Entretanto, alguns pacientes apresentam contraindicações para o uso dessas medicações, sobretudo decorrentes de sangramentos espontâneos provocados por elas, fazendo-se necessária, em muitos casos, esta intervenção para implantar um dispositivo que se propõe a minimizar os riscos de complicações causadas pela fibrilação atrial”, acrescentou o profissional. Nesse contexto, mediante a impossibilidade de uso de anticoagulação oral, o dispositivo atuaria ocluindo a fonte dos coágulos, diminuindo o risco de AVC ou de outras complicações.
Recentemente, foram tratados dois pacientes, ambos com sucesso, recebendo alta hospitalar 24 horas após a realização do procedimento, com rápido retorno às atividades cotidianas. “Nosso grande desafio é o de proporcionar aos pacientes todos os benefícios, vantagens e segurança advindos da evolução da Cardiologia Intervencionista, posicionando a Santa Casa de Marília em local de destaque frente às instituições que oferecem atendimento em alta complexidade cardiovascular”, finalizou Pedro Beraldo de Andrade.

Santa Casa de Marília realiza procedimento para minimizar riscos de complicações da fibrilação atrial
Dispositivo implantado atua ocluindo a fonte de coágulos