• Post Category:Agro

Uma iniciativa que une produtores rurais a quem mais precisa e tem como elo, além de ponto de encontro, a escola. É assim que o projeto Ponta a Ponta distribui, todas as sextas-feiras, cestas com frutas, verduras e legumes para cerca de 65 famílias em situação de vulnerabilidade das comunidades da região do Alto da Lapa, na capital.

No pátio da Escola Estadual José Monteiro Boanova, os voluntários chegam cedo para organizar os alimentos e receber as famílias. A vice-diretora da unidade de ensino, Sol Horti, foi quem iniciou o projeto.

“Percebi que muitos produtores estavam perdendo os alimentos por conta da queda na demanda desde o início da pandemia. Por outro lado, eu conhecia famílias que precisavam muito de um complemento na alimentação e resolvi unir essas duas pontas. Começamos uma campanha de arrecadação e passamos a comprar esses alimentos para distribuir. Como precisávamos de espaço, conversei com o diretor, dialogamos com a comunidade escolar e passamos a usar o refeitório para entregar os alimentos.”, explica a vice-diretora.

Uma das beneficiadas, a dona de casa Amanda Venâncio conta que receber a cesta fez com que a família pudesse experimentar novos sabores. “No começo eu sequer sabia o nome de algumas verduras. Hoje, já conheço mais coisas e me arrisco preparando tudo de várias maneiras em casa, como suco de beterraba e sopa de mandioca, por exemplo”, salienta.

Compartilhar no
Projeto na capital distribui cestas com produtos orgânicos a moradores de comunidades